Santo do Dia

<<  24/12/2018(2ª-FEIRA)  >>

Santa Emiliana de Roma

Filha do senador Gordian e de Santa Silvia e irmã de Trasilla. Tia paterna de Gregório o Magno. Ela era uma linda jovem, mas fez os votos de castidade e recusou propostas de casamento de nobres e ricos romanos. Talvez por isso seja a padroeira das jovens solteiras. Ela passava tanto tempo em orações que seus joelhos acabaram ficando dobrados para sempre devido a artrite. Ela e sua irmã viveram como eremitas na casa de seu pai até a morte de Tarcilla. Antes disto ela e Tarcilla cuidavam dos pobre e doentes e diz a tradição que ela curava vários doentes apenas com sua benção e oração. Tinha visões e extases em algumas das quais chegou a receber os estigmas de Jesus nas mãos. Recebeu várias visões de sua irmã convidando-a partir deste vale de lágrimas. Emiliana veio a falecer alguns dias depois. Diz a tradição que Tarcilla teria dito:"Não passamos o Natal juntas, mas venha passar a Epifania comigo" e Emiliana teria falecido no dia 5 de janeiro. Seu túmulo passou a ser local de peregrinação e vários milagres foram creditados a sua intercessão. Por isso mais tarde suas relíquias foram trasladadas para o Oratório de Santo André, na Colina Celiana em Roma. Igreja Ortodoxa Grega e 5 de janeiro na Igreja Romana.

São Charbel Makhlouf

Ele nasceu em 8 de maio de 1828 em Bek-Kafra, Líbano como José Zaroun Makhouf. Filho de um dono de mulas foi criado por um tio que se punha a piedosa vocação dele. O seu livro favorito era a Imitação de Cristo de Thomas Kempis. Com 23 anos ele tomou o nome de Charbel em memória do mártir do século segundo, e entrou no Mosteiro Maronita em Annaya.Em 1853 tomou seus votos solenes e foi ordenado monge em 1859. Ele vivia uma vida de monge modelo, mas sonhava em ser um eremita no deserto. Assim ele se tornou um eremita de 1875 até 23 anos mais tarde vivendo com o mínimo de comida e água. Ganhou uma grande reputação de santo e vários pessoas de todas as classes iam ate ele para receber seus conselhos .Ele tinha uma grande devoção a Sagrada Eucaristia e era conhecido como pessoa que levitava durante as suas preces e curava vários doentes apenas com a sua benção. Vários outros milagres foram atribuídos a sua intercessão ele após sua morte incluindo alguns períodos em 1927 e em 1950 quando um suor saia de sua pele em seu corpo incorrupto. Assim sua tumba se tornou um local de peregrinação de libaneses e não libaneses e de cristãos e não cristãos de todas a nacionalidades. Faleceu em 24 de dezembro de 1898. Foi beatificado em 1965 e canonizado em 1977 pelo Papa Paulo VI. Sua festa é celebrada no dia 24 de dezembro.