Santo do Dia

<<  07/12/2018(6ª-FEIRA)  >>

Santo Ambrósio de Milão

Também conhecido com o Doutor Língua de Mel. Ele nasceu em 340 em Tier, no sul de Gaul, hoje Alemanha. Era um nobre e irmão de Santa Marcellina. Educado no clássicos gregos, estudou filosofia em Roma, era poeta e notável orador. Foi Governador de Milão. Converteu-se ao cristianismo e quando o Bispo de Milão faleceu, uma disputa sobre o seu sucessor estava indo para a violência e Ambrósio intercedeu para acalmar ambos os lados e ele impressionou a todos os envolvidos, que o escolheram para ser o Bispo de Milão. Ele resistiu dizendo que não era capaz e nem era ainda batizado, mas para prevenir mais violência acabou aceitando e em 7 de dezembro de 374, ele foi batizado, ordenado padre e consagrado bispo. Ele imediatamente deu todos seus bens para os pobres como um exemplo para sua congregação. Pastor , professor e renomado estudioso da Bíblia escreveu vários hino litúrgicos. Ele lutou firme contra os pagãos e os Arianos. Suas pregações converteram Santo Agostinho de Hippo o qual Ambrósio batizou e trouxe para a Igreja. Os sermões de Ambrósio também convenceram ao Imperador Theodosius a fazer uma penitencia pública de seus pecados, algo raríssimo na época. Ele convocou vários Consílhos Teológicos durante seu bispado, muitos devotados contra as heresias da época. Ele abrigou São Ursus e São Albano de Mainz quando eles fugiram de Naxos para escapar da perseguição ariana e os enviou para evangelizar Gaul e a Germania ( (hoje Alemanha). Proclamado Doutor da Igreja Latina pelo Papa Bonifácio VIII em 1298. Seu titulo Língua de Mel inicialmente por causa de sua habilidade como pregador e orador, acabou levando a que se usasse abelhas nas iconografias dele, e outros símbolos que indicavam sabedoria. Isto levou a associar seu nome com abelhas, cêras ,fabricantes de candelabros, refinarias de cera e apiários. Santo Ambrósio observa que nas Escrituras na passagem Colocarei o meu arco nas nuvens, Deus não diz a flecha mas o arco, para nos fazer compreender que somos nós os pecadores que pelas nossa iniquidade colocamos a flecha sobre o arco e incitamos Deus a castigar-nos. Sua famosa frase é : Ninguém cura a si próprio ferindo outro. Faleceu em 4 de abril de 397 em Milão e suas relíquias estão no Santuário de São Ambrósio na Basílica de Milão É padroeiro dos trabalhadores com abelhas , fabricantes de cera e candelabros, da cidade de Milão. Na arte litúrgica da Igreja ele é representado como 1) um bispo segurando uma igreja em suas mãos, ou 2) com abelhas ou 3) argumentando com um pagão,ou 4) com uma pena, ou 5) com São Gregório, o magno, 6) com São Jeronimo e 7) com Santo Agostinho. Sua festa é celebrada no dia 7 de dezembro.