Santo do Dia

<<  03/12/2018(2ª-FEIRA)  >>

São Francisco Xavier

Francisco Xavier nasceu no castelo de sua família em Xavier, Navarro Espanha em 1506. Ele estudou na Universidade de Paris e recebeu seu doutorado em 1528. Ali ele conheceu Santo Inácio de Loyola que o convenceu a fundarem a Companhia de Jesus, os Jesuítas. Assim Xavier, Loyola e 6 outros tomaram seus votos em Montamant e três anos mais tarde Xavier foi ordenado em Veneza e foi com Inácio para Roma onde o Papa aprovou a Ordem em 1540. No mesmo ano, Francisco e o Padre Simão Rodrigues foram para Lisboa onde o Rei João III os recebeu como hóspedes. Em abril de 1541 foi indicado como Núncio Apostólico nas Índias. Ele chegou em Goa, Índia em 1542 e depois foi para Malaca, Malásia, e Morotai na Indonésia. De 1549 a 1551 ele evangelizou parte do Japão. Em Goa, enquanto aguardava o návio para a India, ele pregava nas ruas, ensinava as crianças o catecismo e curava os doentes. Ele teria convertido toda a cidade. Foi um missionário com um tremendo sucesso em 10 anos da Índia e mais tarde no Japão, batizando mais de 40.000 convertidos. Dizem que ele almoçava com caçadores de cabeça, lavava os leprosos e chegou a batizar 10.000 em um só mês. Ele resistia as piores condições, chegando a sofrer extremos de frio e de calor em suas viagens. Ele sempre procurava os pobres e os abandonados. Viajava as vezes centenas de quilômetros a pé e com isso conheceu grande parte do povo do Extremo Oriente. Tinha o dom de aprender rapidamente as línguas e os dialetos e fazia milagres sempre que era necessário convencer os descrentes. Certa vez acalmou uma tempestade apenas com sua benção e de outra curou uma menina cega. Curou vários leprosos apenas com sua benção e oração. No ano que foi eleito Provincial da Índia e do Leste, ele planejava ir para a China. Ele é também chamado de o Apóstolo da Índia . Ele veio a falecer na Ilha de Shabgchwan, na costa da China em 2 de dezembro de 1552. Foi canonizado em 1622 pelo Papa Gregório XV e declarado patrono de todas as missões estrangeiras pelo Papa Pio X. Sua festa é celebrada no dia 3 de dezembro.

São Sophronius

Também chamado de Sinfrônio da Siria Nativo de Damasco, Síria nasceu em 560DC. Ele viajava muito por todo o leste e oeste pregando o evangelho e viveu vários anos na Alexandria, Egito perto de São João Moscus, quando este estava colhendo material para o seu famoso trabalho chamado "Pradaria Espiritual ". Cerca de 580 DC ele e João entraram para o monastério de Sabás no Egito, porem mais tarde ele continuou a sua jornada de fé com São Theodósio na Palestina. Ele passou 10 anos na Alexandria. Após varias peregrinações a monastérios e ermidas no Egito e em Roma, estudando filosofia, escrituras e praticando estrita austeridade São Sophronius foi eleito patriarca de Jerusalém em 634. Escritor eclesiástico com distinção, poeta e correspondente alguns dos seus escritos são lidos até hoje. Lutou contra a heresia monoteista. (A heresia finalmente condenada no Consílho de Lateran em 649 é chamada de Monoteista visto que achava que Jesus não teria duas naturezas, uma humana e outra divina. Naqueles tempos a cristandade tentavam entender como poderia Jesus ser ao mesmo tempo Deus e homem. Teria fome? Sono? Seria mesmo tentado pelo demônio no deserto? Teria de ser amamentado por sua mãe Maria? Teria sentido dor na cruz ? Na paixão ? Enfim, estas questões foram debatidas mesmo após mesmo a morte de São Sophronius que era um ardoroso defensor do ponto de vista que foi finalmente aceito por toda a Igreja, de que Jesus tinha uma natureza humana e outra divina. Ele enviou cartas ao Papa e ao Patriarca de Constantinopla fornecendo suas teorias sobre a questão. Seus pensamentos e raciocínios foram tão importantes que, por vezes seus escritos pareciam iluminados por Jesus ou anjos enviados para tal, tamanha era a perfeição de seu raciocínio. Ele escreveu varias homilias, doutrinas e poemas. Ele veio a falecer em 639 em Jerusalém de causas naturais. Logo após a sua morte seu túmulo se tornou um local de peregrinação e vários milagres são creditados a sua intercessão. Sua festa é celebrada no dia 3 de dezembro no ocidente e no dia 11 de março no leste onde ele é muito venerado em especial na Grécia e Rússia.