Santo do Dia

<<  19/11/2018(2ª-FEIRA)  >>

Santo Alphonsus Rodriguez

Nasceu em 1598 em Segóvia, Espanha. Jesuita ordenado em 1624. Missionário no Paraguai e Brasil. Com São Roque Gonzales e São João de Castilho ele foi o co fundador da “Redução de Santo Inacio”no Rio Ijuhi. Em 1628 eles estabeleceram uma missão de Todos os Santos na cidade de Caaro, Brasil. Mortos 15 dias depois de seu trabalho missionário. Ele é um dos martires jesuitas do Paraguai e um dos primeiro martires das americas a ser beatificado. Ver mais detalhes na biografia de São Roque Gonzáles. Morreu em 15 de novembro de 1628 pelos índios com uma machadinha. Foi beatificado em 1934 e canonizado em 1988 pelo Papa João Paulo II. Sua festa é celebrada no dia 17 de novembro na Espanha, Estados Unidos, França e Portugal. Em alguns locais do Paraguai, no dia 16. No Brasil é celebrada no dia 19 de novembro

São João de Castilho

Missionário jesuíta no Paraguai e Brasil. Trabalhou e foi martirizado com São Roque Goonzales e Santo Alfonso Rogrigues.Um dos jesuítas mártires do Paraguai. Foi morto em 1628 em Caaro, Brasil quando terminava de celebrar a Missa. Beatificado em 1934 e canonizado em 1988 pelo Papa João Paulo II. Ver mais detalhes na biografia de São Roque Gonzáles. Sua festa é celebrada no dia 17 de novembro na Espanha, Estados Unidos, França e Portugal. Em alguns locais do Paraguai, no dia 16. No Brasil é celebrada no dia 19 de novembro

São Roque Gonçalez

Nasceu em 1576 no Paraguai. Nobre paraguaio, padre jesuíta e um dos arquietos da Redução dos Jesuítas no Paraguai.(uma espécie e de aldeia onde ficavam os nativos). Realizando o mal que o mercado de escravo trazia os jesuítas reuniram os índios e foram para o interior. No Paraguai no inicio de 1609 eles construíram aldeias, ensinaram agricultura, arquitetura, metalurgia, construção, pecuária, e escrita.Quando os jesuítas foram expulsos do Paraguai em 1767 eles tinham 57 vilas com 100.000 nativos residentes. Roque serviu com médico, engenheiro, arquiteto, fazendeiro e pastor supervisionando a construção de igrejas, escolas, casas e ensinando aos nativos como cuidar do gado e das ovelhas, bem como fornecendo os primeiros animais. Ela adaptou sua tática ao ornamento local bem como as danças e musicas indígena. Um dos grandes feitos de Roque é que ele celebrava solenes Missas em pequenas capelas e a aldeia vestia suas mais lindas roupas e celebravam o dia com festas, jogos, fogueiras, músicas de flautas e fogos de artifício. Guerreiros violentos eram amenizados pela bondade de Roque e pela sua notável capacidade de ensinar os evangelhos. Este progresso recebeu um severo golpe com a chegada do comercio de escravos e os comerciantes de escravos conseguiram da Corte Espanhola licença para sua atividade. Eles tiravam os nativos da Redução Jesuíta com falsas promessas e os vendiam como escravos. São Roque tornou-se um protetor e lutador pela sua liberdade e finalmente conseguiu que a “Redução de Santo Inácio” fosse deixada em Paz. Por causa do seu sucesso em evangelizar os nativos, um pajé local, que perdia seus poderes, conseguiu martirizar São Roque, São João de Castilho e Santo Alphonso Rodriguez. Ele é um dos mártires do Paraguai. Morreu a machadadas em 1628 em Caaro, Brasil quando terminava de rezar a Missa. Foi beatificado em 1934 e canonizado pelo Papa João Paulo II em 1988. Foi indicado padroeiro das tradições nativas. Sua festa é celebrada no dia 17 de novembro na Espanha, Estados Unidos, França e Portugal. Em alguns locais do Paraguai, no dia 16. No Brasil é celebrada no dia 19 de novembro.