Santo do Dia

<<  14/11/2018(4ª-FEIRA)  >>

São Gregório Palamas

Também conhecido como São Gregório do Sinai. Nasceu em Constantinopla em 1296 e faleceu em Salonika em 1359 foi canonizado pela Igreja Ortodoxa em 1368. Gregório Palamas é um dos maiores expoentes da Doutrina ascética e mística e sua pratica e técnica provocou grande controvérsia na Igreja durante o século 14. É chamada Hesychasm ou as vezes de Palamismo (por causa de Gregório). Junto com os monges do monte Athos ele acreditava que com uma perfeita quietude da mente e do corpo o cristão poderia chegar a ter uma visão da Luz de Deus. Seria um presente de Deus trazendo a pureza espiritual e a profunda visão interior. Em 1333 seus ensinamentos o envolveram em uma controvérsia que durou 10 anos com um monge grego de nome Barlaan. Barlaan e outros membros da Igreja Oriental acreditava que Gregório estava errado. Barlaan dizia que esta luz (não criada) que rodeava Jesus em sua transfiguração era parte da essência de Jesus, de sua unidade e de sua transcendência e que nenhum homem poderia experimenta-la. O Hesychasm teria sido condenado no Concílio de Constantinopla em 1341 se não fosse a vigorosa defesa de Gregório Palamas. Ele tinha o poderoso suporte dos monges Athonitas mas seus escritos foram condenados e ele foi excomungado. Gregório Palamas insistiu em uma mediação de um mentor Cristão e que não se poderia se esquecer da Eucaristia e da conversão da hóstia em carne e sangue de Jesus. Não obstante, dois Sínodos condenaram seus pontos de vista embora os monges de Monte Athos nunca cessaram de apoia-lo. Depois de certo tempo Gregório recebeu de volta os sacramentos e foi indicado Bispo de Thessalônica em 1347 talvez porque os monges de Athos influenciavam imensamente o povo da região. Mas apesar disto, sua indicação reabriu a controvérsia. Finalmente depois de muitos estudos a tese de Gregório triunfou e seus ensinamentos foram declarados ortodoxos pela Igreja de Constantinopla em 1351, mas ele já estava cansado e sua saúde seriamente abalada. Veio a falecer logo depois. Em 1368, oito anos após a sua morte um Sínodo o declarou “Pai e Doutor da Igreja”. São Gregório, antes de ser um teólogo especulativo de imensa importância e de notável sabedoria era um devotado pastor e professor. Nos anos recentes tem havido uma grande e novo interesse no Hesychasm e tem sido muito estudado pelos teólogos e luminares da Igreja, tanto no Leste quanto no Ocidente. Sua festa é celebrada no dia 14 de novembro.