Santo do Dia

<<  11/11/2018(DOMINGO)  >>

São Martin de Tours

São Martin de Tours é mais conhecido como San Martin ou São Martinho e é um dos santos que tem mais igrejas, templos e capelas em sua homenagem no planeta. Somente em Girona na Espanha 50 igrejas o tem como padroeiro. Mas nao é nada porque na França ele tem cerca de 3500 paroquias com o seu nome, e é de longe o santo mais popular na França. A igreja de San Martin em Tours é hoje um santuário onde milhares vão em peregrinação no dia de sua festa. A devoção a São Martin é estendida a todo o mundo, mas França e Alemanha encabeçam a lista seguido de perto pela Espanha, Catalunha e Portugal. São Martin e sua capa : São Martin nasceu na Hungria no ano de 316 e foi educado em Pavai na Itália. Desde muito jovem tinha especial carinho pelos textos religiosos, mas aos 15 anos se viu obrigado e entrar para o exercito servindo a cavalo na guarda imperial e é neste período que surgiu a historia mais bela deste santo. Um dia de inverno muito frio a tropa entrou na cidade francesa de Amiens. Ali São Martin encontra um pobre semi nu que implora sua caridade, e nao tendo esmolas para dar São Martin sacou de sua espada e cortou a sua capa ao meio e deu a mesma para o pobre homem. Foi objeto de risadas e brincadeiras por parte de seus companheiros mas a ação caridosa foi docemente recompensada . A tradição conta que naquela mesma noite São Martin viu em sonhos Jesus Cristo vestido com o mesmo pedaço de pano que havia dado ao mendigo. Com isto converteu-se ao cristianismo, deixou o exército e retornou Pannonia onde sua mãe e outros foram convertidos por ele. Após anos de luta contra o Arianismo e sofrer perseguições dos hereges São Martin entrou para a Ordem de Santo Hilário de Poitiers e trono-se uma eremita em Ligugé cerca do ano de 360 e organizou a o primeiro monastério da França. Após uma década em Ligugé São Martin foi feito bispo de Tours em 371. Lá ele fundou a Abadia dos Marmoutier e lá viveu fazendo seus deveres episcopais. Ele convenceu as suas idéias ao usurpador Maximus Magno, em 388 na controvérsia Priscilliana. Mais tarde foi enviado a Roma e a Condes onde ele fundou outro centro religioso. Morreu no dia 8 de Novembro de 397. São Martin foi agraciado com muitos dons e graças e muitos milagres são atribuídos a sua intercessão. Sua festa é celebrada no dia 11 de novembro.

São Mennas do Egito

Provavelmente nasceu no Egito.Todas as representações dele sempre o apresentam acompanhado de dois camelos e ele deve ter sido um condutor de camelos antes de se alistar no exército romano. Ele tambem era um cristão. Quando sua legião chegou em Phrygia as perseguições sob o imperador Diocleciano começaram. Mennas desertou do seu posto de modo a escapar da morte e se escondeu em uma caverna na montanha. Mas como cada vez mais e mais cristãos eram assassinados por ordem dos editos de Diocleciano, Mennas decidiu que deveria fazer uma profissão pública da sua fé. Ele cuidadosamente escolheu o momento. Durante os jogos anuais na arena em Phrygia, Mennas repentinamente apareceu diante dos espectadores e anunciou que ele era um cristão. Ele foi torturado e acoitado para renunciar a sua fé, mas como não o fizesse foi decapitado. Diz a tradição que seu olhos foram arrancados e sua língua e mãos foram cortados e foi deixado para morrer por sangramento, mas no dia seguinte estavam milagrosamente restauradas e este fato fez com que Hermógenes fosse convertido. O procônsul encarregado do martírio, furioso ordenou então que fosse decapitado, isto em 303 DC. Após a sua morte o corpo de Mennas foi levado de volta ao Egito para ser enterrado. Na sua tumba foi erigido um santuário e a água santa retirada do seu santuário são encontradas em todos os países do mediterrâneo. O templo dele em Karm Abu Mina ao sudoeste de Alexandria e Lago Mareotis, a beira do deserto da Líbia, onde as ruínas de uma igreja e antigas peças de honrarias a São Menas podem ser encontradas até hoje. Ele foi muito venerado na idade média e ainda hoje é considerado um dos grande santos do Egito. Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado como um jovem cavaleiro com uma alabarda. Outras vezes ele é mostrado sem os olhos e com suas mãos cortadas, mas sempre tendo ao lado dois camelos. Ele e é o patrono dos andarilhos e daqueles que são falsamente acusados. Sua festa é celebrada no dia 11 de novembro.