Santo do Dia

<<  21/08/2018(3ª-FEIRA)  >>

Santa Humbelina

Ela nasceu no castelo dos Fontaines de Dijon na França, filho de Tescelin Sorrel e Aleth de Montbard em 1092 e era irmã de São Bernardo Claraval, França. Casou-se e era socialmente popular. Humbelina visitava freqüentemente o seu irmão eacabou sendo convertida por ele. Ela se tornou uma ardorosa devota da Paixão de Cristo e desejava entrar para um mosteiro. Logo depois recebeu permissão do seu marido, Guy de Marcy, para viverem separados e ela entrou para o Monastério Beneditino em Jully-Les-Nonnais e algum tempo depois ela se tornou Abadessa do Mosteiro. Diz a tradição que ela influenciou o irmão a escrever o "De Consideratione" que é considerado um tesouro de fé e várias de suas cartas demonstram uma extraordinária fé em Jesus e na Virgem Maria. Diz ainda a tradição que ela curava certas doenças apenas com sua benção e oração, inclusive doenças contagiosas sem nunca contrair nenhuma delas. Faleceu de causas naturais nos braços de seu irmão (São Bernardo Claraval, Doutor da Igreja) em 12 de fevereiro de 1135 e logo seu túmulo passou a ser local de peregrinação e vários milagres foram creditados a sua intercessão. Foi canonizada em 1763.

São Pio X

Nasceu em 2 de junho de 1835 em Riese, Diocese de Treviso, Venesa , Áustria (hoje Itália) com o nome de Giuseppe Melchiorre Sarto. Filho de Giambattista Sarto um sapateiro e Margarida Sanson. Viveu uma infância pobre com oito irmãos.Batizado em 3 de junho de 1835.Confirmado em 1 de setembro de 1848. Sentiu o chamado para o sacerdócio em sua juventude e estudou no Seminário de Pádua e ficou conhecido como um excepcional estudante. Ordenado pelo Beato Giovanni Antonio Farina em 18 de setembro de 1858. Capelão em Tombolo de 1858 a 1867. Indicado Arcebispo de Salzano de 1867. Cânon da Catedral de Treviso em 1875. Reitor do Seminário de Treviso seu Diretor Espiritual for nove anos.Chanceler da Diocese de Treviso.Vigário de dezembro 1879 até junho de 1880.Bispo de Mantua em novembro de 1884. Assistente do pontífice em 19 de junho de 1891. Cardeal em 12 de junho de 1893. Patriarca de Veneza em 15 de junho de 1893. Eleito 257º papa em 4 de agosto de 1903, tomando o nome de Pio X. Notável teólogo, emitiu vários decretos e comungava freqüentemente. Destruiu os últimos vestígios do Jansenismo por advogar comunhões freqüentes até mesmo diárias. Reformou a liturgia e promoveu simples e claras homilias. Revisou o Breviário e o ensino do catecismo. Trouxe o canto gregoriano para a Igreja. Combateu a Teologia chamada de “Modernismo” que denunciava com a “soma de todas as heresias”. Reorganizou a Cúria Romana, o órgão administrativo da Igreja. Trabalhou contra o antagonismo entre a Igreja e o Estado. Iniciou a codificação das Leis canônicas. Promoveu a leitura da Bíblia que, segundo ele, deveria ser lida por todos da fé. Ajudou e incentivou as missões no estrangeiro. Sempre dizia: “Eu nasci pobre, eu vivi pobre e eu desejo morrer pobre”. Ele facilitou aos doentes a comunhão dispensando para eles o jejum exigido na época. Alem disto é considerado o padroeiro da Primeira Comunhão porque decretou que as crianças deveriam comungar tão logo alcançassem a idade da discrição e do discernimento do certo e do errado. É chamado o Papa da Eucaristia. Beatificou Joana na dÁrc e João Eudes entre outros. E canonizou poucos santos : Santo Alexandre Sauli , São Geraldo Magela, São Clemente Mary Hofbauer e São José Oriol. Faleceu em 20 de agosto de 1914 na Cidade do Vaticano de causas naturais, agravadas com suas terríveis preocupações com o início da Primeira Guerra Mundial. Enterrado no altar da capela da Representação, na Basílica de São Pedro. Beatificado em 3 de junho de 1951 e canonizado em 29 de maio de 1954 pelo papa Pio XII. É padroeiro da Arquidiocese de Atlanta, da Geórgia, da Des Moine, da Diocese de Kottoyam na Índia e da Zamboanga nas Filipinas. É padroeiro da Primeira Comunhão. Sua festa é celebrada no dia 21 de agosto.