Santo do Dia

<<  08/08/2018(4ª-FEIRA)  >>

São Domingos

Domingos Gusmão ou São Dominic. Fundador da Ordem dos Dominicanos, filho de Felix de Guzman, ele nasceu em Calaruega, Espanha em 1170. Começou a estudar na Universidade de Palencia e se tornou um franciscano e decano da Catedral de Osma em 1199. Em 1203 Domingos acompanhado do Beato Diego de Azevedo foi para o sul da França para pregar contra os hereges Albifensianos e reformar o monastério local. Domingos abriu um convento em Prouille para mulheres convertidas. Os padres encarregados do convento formaram o núcleo da nova ordem. Em 1208 Peter de Castelnau, o núncio papal foi morto pelos Albigencianos. O Papa Inocencio III em imediatamente iniciou uma cruzada para terminar com a heresia Simão IV de Monfort e comandou uma campanha de sete anos sem sucesso. Domingos e 6 outros companheiros fundaram a nova Ordem. No quarto Consilho Geral de Lateran em Roma, em 1215, a Ordem não conseguiu a aprovação papal, mas no ano seguinte, o Papa Honorius III deu finalmente a aprovação e sua benção a nova Ordem. Domingos passou os últimos anos de sua vida organizando a Ordem Ele viajou através da Itália, França e Espanha Os dominicanos tinham os costumes e tradições das demais ordens, mas davam especial interesse aos estudos e pesquisas intelectuais e assim atraiam para a ordem os grandes eruditos. Os dominicanos observavam o ceticismo da época e tinham um grande zelo ao pregar para o homem comum. Ele fundou, com São Francisco de Assis, os Mendicantesuma nova aventura para expandir o apelo da igreja. Diz a tradição que a Virgem Maria para ele apareceu e o ensinou a orar o Rosário. Assim ele é considerado por muitos como o criador desta linda oração. Os dominicanos são os guardiões do Rosário e as mudanças, rarríssimas, devem ter a sua aprovação e naturalmente a devida Bula Papal. Em outubro de 2002 ao Rosário está sendo acrescentados 5 novos mistérios (os luminosos) a serem orados no terço das quintas feiras. São Domingos fez o seu primeiro Concílio da Ordem do Pregadores em Bolonha, Itália em 1220.Ele morreu logo depois em 8 de agosto do ano seguinte. É considerado um dos grande incentivadores do Rosário. Foi canonizado em 1234. Ele é mostrado na liturgia católica segurando um lírio e é acompanhado de um cão ou um globo em fogo. O seu halo tem uma estrela para distingui-lo dos demais. A sua festa é celebrada no dia 8 de agosto. Nossa Senhora do Rosario é quase sempre mostrada com dois santos a seu lado: São Domingos e Santa Catarina de Siena.