Santo do Dia

<<  02/08/2018(5ª-FEIRA)  >>

Santo Euzébio de Vercelli

Nasceu na Sardenha em 283 e morreu em Vercelli na Itália em agosto de 371. Sua festa era comemorada no dia 16 de dezembro, dia que foi consagrado bispo. Euzébio era filho de um mártir que morreu no calabouço. Sua mãe o levou e sua irmã para Roma onde Euzébio foi criado, educado e eventualmente ordenado. Ele serviu em Vercelli com tanto sucesso que foi eleito em 340 pelo clero e pelo povo bispo. Ele foi o primeiro bispo de Vercelli que é conhecido pelo nome. Durante seus 26 anos de episcopado consagrou primeira catedral de Vercelli. Ele decidiu que o modo de ter uma vida de oração era viver com alguns dos seus colegas em uma comunidade de monges. Ele foi o primeiro no Oeste a combinar a vida monástica com a vida paroquial, um exemplo logo seguido por Santo Agostinho. Em 354 o Papa Libério indicou Euzébio para convencer o Imperador Constantino a fazer uma assembléia e um Consilho de modo a resolver as diferenças entre os católicos e os arianos. Ele teve sucesso e o Consilho teve lugar em Milão em 355.Embora os prelados católicos eram em maior numero Euzébio sentiu que eles queriam vencer pela força e recusou-se a comparecer no Concilio até que Constantino o forçou. O sofrimento de Euzébio começou com a recusa em condenar o grande teólogo e Doutor da Igreja, Santo Athanásio.Quando os bispos foram chamados para assinar a condenação de Athanásio, Euzébio apresentou o Credo de Nicene, que ele ajudou a escrever, e insistiu que todos o assinassem antes de condenar Athanásio. Com o credo aprovado as teses de Athanásio estariam em perfeita consonância com a Igreja. Isto gerou um grande tumulto e o imperador chamou Euzébio, Dionísio e Caglia e exigiu que eles condenassem Athanásio. Eles pelo contrario apoiavam as sua teses e eram a favor da sua inocência e diziam que ele não poderia ser condenado sem antes ser ouvido. Eles também pediram ao Imperador que não usasse força para coagir as decisões do clero. O Imperador ameaçou executa-los mas devido a resistência de Euzébio ele apenas o baniu para um exílio. Euzébio ficou 6 anos no exílio em Scythopolis na Palestina. Euzébio viajou para Alexandria para, com São Athanásio tentar corrigir os erros da Igreja. Ele tomou parte no Concilio em 362 onde, com São Melitão tentaram acertar as diferenças entre os catolicismo e o arianismo. Em Vercelli existe um velho manuscrito do Evangelho em Latin que teria sido escrito por Euzébio e é considerado um tesouro e seria o mais antigo Evangelho que se conhece ainda hoje. Ele ainda escreveu a Codex Vercellensis que é uma séria e bem escrita tese contra o arianismo. Ele seria também o autor do Credo de São Athanásio. Sua festa é celebrada no dia 2 de agosto.

São Pedro Julião Eymar

São Pedro nasceu em 1811 em La Mure, na França e foi ordenado padre em 1834. Após trabalhar algum tempo em uma paróquia ele entrou para a congregação dos os Irmãos Maristas e logo ficou conhecido pelos seus eloqüentes e brilhantes sermões. Em 1856 ele pediu e consegui dispensa dos seu votos para que ele pudesse se dedicar a fundar uma nova Congregação Esta nova congregação ele chamou de Congregação dos Padres dos Sagrados Sacramentos e seus membros tinham uma especial devoção a Sagrada Eucaristia. Após ter sucesso na sua ordem para homens ele fundou outra nos mesmos moldes para as mulheres e recebeu para isso o incentivo a ajuda de São João Vianney. Mesmo antes de morrer vários curas milagrosas foram atribuídos a sua intercessão e após a sua morte em 2 de agosto 1868 a sua tumba passou a ser local de peregrinação e vários são os milagres a ele atribuído. Sua festa é celebrada no dia 2 de agosto.