Santo do Dia

<<  27/07/2018(6ª-FEIRA)  >>

São Pantaleão

Conhecido também com Pantaleon ou Pantaleimon. Era filho de um pagão de nome Eustorgius e mãe cristã Eubula, que o criou como cristão. Suas notáveis habilidades como médico fizeram com que o Imperador Maximiano o nomeasse seu médico. Solteiro convicto, e na corte dissoluta de Maximiano ele deixou sua fé e viveu uma vida bastante mundana para um cristão. Entretanto, eventualmente ele ficou decepcionado com vida que levava e com sentimentos de culpa, que só conseguiu vencer com a ajuda do padre e amigo Hermolaus. Ele retornou a Igreja com uma fé redobrada. Trouxe seu pai para a fé. Deu sua fortuna para os pobres e os tratou de graça em sua casa, que transformou em um pequeno hospital. Diz a tradição que algumas de suas curas foram milagrosamente conseguidas, apenas com sua benção e oração. Foi denunciado as autoridades anti-cristãs por outros médicos que tinham inveja de seu sucesso na corte. Durante o seu julgamento ele desafiou quais preces curariam um doente incurável. Os pagãos falharam em curar um paralítico, mas Pantaleão curou o homem com uma prece em nome de Jesus. Muitas das testemunhas do milagre se converteram. As autoridades tentaram suborna-lo para denunciar a fé e oferecer sacrifícios aos deuses romanos, mas falharam.Após, eles o ameaçaram com torturas, mas também falharam. Foi martirizado com afogamento, fogo e atirado as feras selvagens que milagrosamente deitaram a seus pés. Finalmente pregado em uma arvore e degolado em 305 DC. Ele é um dos “14 Santos Ajudantes” da Igreja, e é muito venerado na França e Alemanha. É padroeiro dos solteiros, dos médicos, biólogos e dos doentes do pulmão. Inúmeras igrejas dedicadas a ele foram erigidas de Constantinopla a Roma. No Leste é venerado com o Grande Mártir e “ O Maravilhoso fazedor de milagres”. Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado como um médico segurando um pote de remédio, ou 2) curando um doente, ou 3) com as mãos acima de sua cabeça pregada em uma oliveira, com uma espada a seus pés, ou 4) com pregos atravessando suas mãos e pés , ou 5) com uma pedra atada a seus pés, ou 6) com uma espada e um pote de remédio. Sua festa é celebrada no dia 27 de julho.