Santo do Dia

<<  25/05/2018(6ª-FEIRA)  >>

Santa Madalena de Barat

Santa Maria Madalena de Sophie Barat nasceu em Joigny, Burgundy, França em 12 de dezembro de 1779. O pai de Madalena, Jaques Barat possuía uma pequena videira e também trabalhava como tanoeiro. Luiz seu irmão mais velho aos 22 anos se tornou um padre e o padrinho de Madalena estava determinado a dar a ela uma educação pelo menos igual ou melhor que qualquer rapaz da época. Ele também impôs estrita disciplina e Madalena amava sua lições e aprendeu Latin e Grego. Seu irmão a levou para Paris onde ela estudou religião. Madalena cresceu e tornou-se uma linda mulher mas estava determinada a servir a Deus e foi ser uma irmã Carmelita, mas Deus tinha outros planos para ela. Um grupo de padres franceses do Sagrado Coração de Jesus decidiu estabelecer uma Sociedade de mulheres devotadas a ensinar garotas o que seria a contrapartida feminina dos jesuítas. O líder Joseph Varin, um jesuíta, ouviu falar em Madalena e seu irmão e em 1800 a e mais três irmãs e fundaram uma sociedade para educar crianças e jovens. Eles começaram a primeira escola na Sociedade do Sagrado Coração de Jesus em Maiens em 1801. Madalena tinha apenas 23 anos - a mais jovem das companheiras - mas foi unanimemente eleita a Superiora da Ordem. Ela dirigiu a ordem por 63 anos. A Sociedade se espalhou pela França e absorveu uma comunidade das " Irmãs da Visitação" em Genoble em 1804 (entre elas a Beata Philippine Duchesne ) que levou a Sociedade para os Estados Unidos em 1818. Os tempos não eram fáceis. A Ordem quase quebrou no início devido a ambição dos capelães em Amiens, mas a paciência e o tato de Madre Barat e do Padre Varin prevaleceram e juntos escreveram as Regras da Sociedade que foram finalmente adotadas em 1815, e formalmente aprovadas pelo Papa Leão XII em 1826. A revolução francesa de julho em 1830 baniu o noviciado e eles foram para a Suíça. Santa Madalena Barat viveu uma vida de extraordinário trabalho e sua Ordem tornou-se uma das congregações mais conhecidas e os seus institutos passaram a ser os mais eficientes da Igreja Católica Romana. O segredo de sua resistência e determinação era o espirito religioso que inspirava todos as suas realizações e ela possuía um sabedoria e visão com um notável grau de modéstia e atração. Em 1865 a Sociedade já havia fundado 105 casas e escolas em 12 países. Faleceu em Paris em 21 de maio de 1865 e foi canonizada em 1925 Sua festa é celebrada no dia 25 de maio, junto com Maria Madalena de Pazzi.

Santa Madalena de Pazzi

Santa Maria Madalena de Pazzi, nasceu em Florença, Itália em 1566 de uma família distinta e foi batizada com o nome de Catherine. Foi educada no Convento de São João em Florença Ela foi compelida a casar-se pelo seu pai, mas recusou-se e com a idade de 16 anos ela entrou para a Ordem das Carmelitas Descalças no Convento de Santa Maria do Anjos, em Florença, em 1582. Quando ela recebeu o hábito ela escolheu o nome de Maria Madalena. Ela ocupou vários cargos no convento e era extremamente capaz e eventualmente tornou-se a Madre Superiora. Seriamente doente, ela experimentou vários êxtases. Após recupera sua saúde ela praticava extrema mortificações e experimentou anos de forte consolação espiritual e suas irmãs copiavam o que ela dizia durante os êxtases e as Atas desses êxtases foram mais tarde publicados. Eles guardam o espirito da beleza de sua vida. Maria Madalena encontrou sua vocação na reforma da de todos os estados da vida da Igreja para a conversão de todos os homens. Ela acreditava que o sofrimento levaria a um profundo plano espiritual e ajudaria a salvar uma alma. Maria Madalena tem a reputação de ter o dom da profecia, ler as mentes e fez varias curas milagrosas durante a sua vida. Morreu em 25 de maio de 1607. Ela foi canonizada em 1669 pelo Papa Clemente IX. Ela é mostrada na arte litúrgica da Igreja com os 1)Instrumentos da Paixão ajoelhada diante da Santa Trindade 2)Cristo a coroando com três coroas de espinhos e a Virgem dando a ela rosas. Ela é ainda é mostrada: 3) recebendo o Sagrado Sacramento de Jesus. 4)recebendo o véu branco da Virgem Maria 5)sendo presenteada com o anel por Jesus 6)coroada com espinhos e abraçando a cruz 7) com chamas saindo do seu peito. Sua festa é celebrada no dia 25 de maio junto com Santa Maria Madalena de Sophie Barat

São Bede

Também conhecido como Venerável São Bede, Venerável Bede e Pai da Historia Inglesa. Nasceu em Wearmouth, England no ano de 672, em um tempo que a Inglaterra estava completamente cristianizada. Educado na Abadia de São Pedro e Wearmouth, Jarrow ali viveu toda sua vida. Monge beneditino. Estudante espiritual do fundador São Bento Biscop. Ordenado em 702 por São João de Beverley. Professor e autor ele escreveu história, rtetorica, matemática, musica astronomia, poesia, gramática, filosofia, hagiografia, homilias e comentário bíblicos. Ele era conhecido como o mais sábio dos homens de seu tempo e seus escritos iniciou a idéia do nosso calendário datar da data da encarnação de Cristo.O tema centra da Historia Eclesiástica da Igreja deita por Bede é de uma Igreja usando o poder de seu espírito, doutrina e cultura unidos para acabar a com a violência e o barbarismo.Nosso conhecimento da Inglaterra no oito século é principalmente resultado dos escritos de Bede. Ele foi declarado Doutor da Igreja em 13 de novembro de 1899 pelo Papa Leão XIII. Os artigos de Bede cobrem um espectro amplo cobrindo a tradução da bíblia e as escrituras Seus comentários sobre as escrituras e do Livro das revelações são os seus primeiros trabalhos.Ele é também creditado com tendo escrito três hinos em Latim. Ele é lembrado pela sua História eclesiástica do povo e inglês”.Este trabalho de cinco volumes conta os eventos na Grã-bretanha deste os ataques de Julius Cezar em 55AC até a chagada do primeiro missionário de Roma, Santo Agostinho em 597DC.Os escritos de Bede são considerados o melhor resumo deste período da história jamais feito.Alguns o chamam de: O melhor trabalho histórico desde a Idade Media. Ele mesmo dizia que passei toda minha vida no mesmo monastério em constante aprendizado, ensinando e escrevendo.Ele teve até cerca de 600 monges como seus alunos e tornou-se o Pai do Ensino Inglês”. Ele dedicou grande energia ao estudo da Escrituras observando a disciplina monástica e cantando os serviços diários na igreja. Bede era um trabalhador prodigioso, autor de 45 volumes incluindo comentários, textos, livros e traduções. Ele era enciclopédico o seja abraçado todos os ramos de atividade e todo conhecimento contemporâneo. Ele escreveu gramática e cronologia, hinos e versos, cartas, homilias e compilou as primeiras histórias dos mártires (martirologia) e notas históricas.Elas estavam em Latim, mas Bede foi o primeiro escritor em prosa em inglês. Os escritos bíblicos de Bede são extensos e importantes no seu tempo, mas ele é famoso como historiador. O Latim dos Hinos Os hinos para conquistar os mártirese Cantando nós triunfaremos foram escritos por Bede. O seu grande trabalho completado em 731 foi a História da Igreja Inglesa e seu Povo um trabalho de pesquisa nos arquivos romanos colecionando e traduzindo documentos e é considerada a mais correta história das origens da Igreja da Grã-bretanha”. Mais tarde ele escreveu a história dos 5 últimos Abades de Wearmouth e Jarrow. Nunca teve um assistente até a sua última doença. Muitas histórias rondam seu nome. Uma é provavelmente mística: Em uma visita a Roma com outros escolares, ele os encontrou tentando decifrar uma inscrição em letras codificadas em uma porta de ferro. Um cidadão romano passando e vendo a confusão, chamou Bede de vaca inglesa, quando para sua surpresa Bede decifrou de imediato o significado. Tinha a ver com uma vaca! Deste tempo em diante, por causa de sua sabedoria e a precisão do seu intelecto passou a ser chamado de Venerável”. Faleceu em 25 de maio de 735. Canonizado em 1899 pelo Papa Leão XIII. É o padroeiro dos professores de Língua e literatura ínglesa. Foi declarado Doutor da Igreja em 13 de novembro de 1899 pelo Papa Leao XIII. Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado como um monge escrevendo em sua mesa, ou como um velho monge com um livro aberto e uma pena, ou como um velho monge com um jarro. Sua festa é celebrada no dia 25 de maio.