Santo do Dia

<<  16/05/2018(4ª-FEIRA)  >>

São João Nepomuceno

Nasceu em Nepomucemo (Nepomuk) Bohemia, em 1340 e foi curado de uma doença pelas preces de seus pais quando criança. Ele estudou na Universidade de Praga e foi ordenado padre. Notável pregador converteu milhares. Mais tarde foi Vigário Geral do Arcebispo João de Genzenstein em Praga. Foi conselheiro e advogado dos pobres na corte do Rei Wenceslau IV. Recusou várias vezes ser nomeado Bispo. Confessor da rainha ele a ensinava a carregar a cruz do seu dissoluto marido. Foi feito prisioneiro porque recusou-se a contar o que a rainha havia dito a ele no confessionário. Quando ele continuou a honrar o segredo da Confissão foi torturado e atirado no Rio Maldau em Praga. Símbolo do nacionalismo da Bohemia e símbolo do sacramento da Confissão. Sua imagem, em arte, é usada como símbolo da Confissão e em muitas pontes na Europa é usada como proteção. Morreu queimado, atado em uma roda e depois atirado de uma ponte no Rio Maudau em 20 de março de 1393. Diz a tradição que na noite de sua morte sete estrelas ficaram rodando acima do local onde foi afogado. Canonizado em 1729. Na arte litúrgica da Igreja é mostrado como um agostiniano com uma ponte perto dele, ou 2) com os dedos nos lábios significando silencio, ou 3) com sete estrelas sobre sua cabeça, ou 4) com um cadeado em seus lábios. É padroeiro contra calunias, indiscrições, da Bohemia, das pontes, dos construtores de pontes, dos confessores, da boa confissão e da Checoslováquia. Sua festa é celebrada no dia 16 de maio.

São Simão Stock

Também conhecido como Simão Anlus Nasceu em 1165 em Aylesford, no Condado de Kent, Inglaterra. Muito pouco é conhecido da mocidade deste santo. A lenda diz que ele começou a viver como eremita em um buraco dentro do tronco de um gigantesco carvalho. O nome Stock seria derivado do inglês antigo para determinar um tronco de uma árvore. Era um pregador itinerante. Fez uma peregrinação na Terra Santa, mas teve que sair quando os muçulmanos começaram a perseguir os cristãos. Voltou a Inglaterra e entrou para a Ordem dos Carmelitas. Viveu e estudou vários anos em Roma e no Monte Carmel. Eleito o Sexto Superior Geral dos carmelitas em 1247 com aproximadamente 82 anos. Ainda com grande energia ajudou a Ordem a se espalhar através da Inglaterra e o sul e oeste dd a Europa. Fundou casas em Cambridge em 1248, Oxford em 1253, Paris em 1260 e Bolonha em 1260. Revisou a regra da Ordem para incluir nelas os frades mendicantes, no lugar dos eremitas. Apesar do seu sucesso a Ordem estava oprimida por todos os lados inclusive pelo Clero e outras Ordens. Os frades Carmelitas levaram seus pedidos a sua padroeira, a Virgem Maria. A tradição diz que em resposta, ela apareceu para São Simão trazendo para ele o escapulário marrom dos Carmelitas. “ Isto será um privilégio para você e todos os Carmelitas ”disse ela para ele, “aquele que morrer com este escapulário será salvo!”. A partir dessa misericordiosa intervenção da Mãe de Deus, a Ordem carmelita refloresceu em todo o mundo! E o Escapulário passou a percorrer sua milagrosa trajetória, como sinal de aliança de Nossa Senhora com os Carmelitas e com toda a humanidade. Setenta anos mais tarde, Nossa Senhora apareceu ao Papa João XXII e lhe fez nova promessa, considerada como complemento da primeira: "Eu, como tema Mãe dos Carmelitas, descerei ao purgatório no primeiro sábado depois de sua morte e os livrarei e os conduzirei ao Monte Santo da vida eterna." O notável Santo Alfonso Maria Liguori tinha grande devoção ao santo escapulário (em várias de sua fotos ele aparece segurando o santo escapulário com as duas mãos), e propagava esta tradição como realidade, dizendo que deseja morrer em uma sexta feira, porque no dia seguinte a Virgem Maria o levaria para junto de Jesus. Em 13 de janeiro de 1252 a Ordem recebeu uma “ Bula de Proteção ” do Papa Inocêncio IV protegendo a Ordem de quaisquer embaraços. Diz a tradição que São Simão as vezes perdia a paciência, e quando estava a pregar e a multidão não presta atenção no poder de Jesus que ele estava a contar, ele simplesmente curava um paralítico ou um cego com sua oração e benção, para mostrar ao povo o poder de Jesus. Por isso ele em era amado e venerado como um homem santo, mesmo antes de sua morte. São Simão faleceu de causas naturais durante uma visita a um dos seus Monastérios da Ordem, em Bordeux , França no dia 16 de maio de 1265. O seu crânio foi trasladado para o Mosteiro Carmelita em Aylesford, devidamente restaurado, Inglaterra em 1951. Ela é padroeiro de Bordeux, França Nunca formalmente canonizado, ele é venerado pelos Carmelitas desde 1564 e o Vaticano aprovou a celebração de sua festa no dia 16 de maio. Na arte litúrgica da Igreja ele é mostrado 1) como um Carmelita segurando o escapulário, ou como um Carmelita recebendo o escapulário da Virgem Maria, ou 3) como um Carmelita rodeado de almas do purgatório , ou 4) Como um velho Carmelita em prece. Sua festa é celebrada no dia 16 de maio.