Santo do Dia

<<  28/04/2018(SÁBADO)  >>

Santa Valéria

No Brasil, no inicio havia uma confusão entre Valéria, a santa e Valéria, a província devido aos mártires de Valéria, que nos Diálogos de São Gregório, o magno (IV,21) dizia: "No sexto século, na província de Valéria, dois monges santos foram açoitados e depois enforcados numa árvore e embora mortos, foram ouvidos cantando hinos dos Salmos Sagrados". Estes mártires são chamados de mártires de Valéria e têm sua festa no dia 9 de dezembro. Santa Valeria de Milão viveu em 287 e era a mãe de São Gervásio e esposa de São Vitalis. Foi torturada em Milão durante o reinado do Imperador Diocleciano para renegar a sua fé e oferecer sacrifícios aos deuses pagãos. Como recusasse, foi martirizada. As suas relíquias foram descobertas por Santo Ambrósio e estão no Santuário de Santa Valéria na igreja de São Vitalis em Milão. Ela foi açoitada e depois surrada com bastões de madeira, e como não cedesse foi esticada na roda. Diz a tradição que, embora a roda arrancasse seus pés ela não sentia nenhuma dor e continuava a cantar hinos a Jesus. Segundo a mesma versão vários espectadores se converteram diante de tal milagre e o procônsul furioso, mandou que fosse decapitada. Na arte litúrgica da Igreja ela é mostrada sendo surrada com bastões. Após sua morte, seu túmulo tornou-se um local de peregrinação e inúmeros milagres foram creditados a sua intercessão. Sobre seu túmulo foi construída uma igreja dedicada ao seu marido São Vitalis e um santuário dedicado a ela. Sua festa está nos calendários católicos franceses, espanhóis e escoceses. Ela é uma mártir romana cujo culto foi muito popular na França, no tempo de São Elígio.

São Cirilo de Turov

Nasceu em 1130 de família rica. Fluente em grego e russo ele lia os trabalhos sagrados na sua língua de origem e mais tarde se tornou um especialista na Bíblia Quando do adulto ele renunciou a sua herança e se tornou um monge no monastério de Turov em Borissoglebsk. Pregava a disciplina e a obediência aos seus irmãos monges. Cyrilo escreveu sobre a vida monástica e alguns de seu trabalhos sobrevivem até hoje. Acreditando que mesmo a vida no mosteiro muito o distraia ele se tornou um eremita. Mas sua vida simples, sua fama como escolar e sua reputação de santidade o cercavam de muitos seguidores. Foi indicado Bispo de Turov. Foi conselheiro do Príncipe Andrei Bogoliubsky na Rússia, nas questões relativas as relação da Igreja e o Estado e nas questões espirituais. É um expoente da tradição grega em solo russo. Renomado orador e pregador usualmente sobre a Paixão e a Ressurreição Ele passou seus últimos anos escrevendo tratados sobre questões espirituais. Faleceu em 28 de abril de 1182 de causas naturais. Suas relíquias estão na Igreja Ortodoxa de São Cyrilo em Turov Sua festa é celebrada no dia 28 de abril

São Luiz de Montfort

Nasceu Louis Marie Grigñon em 31 de janeiro de 1673 em Montfort-La-Cane, Brittany, França. Educado em Rennes ele foi ordenado em 1700 e tornou-se o capelão de um hospital em Poitiers. Sua congregação também chamada de Filhas de Divina Sabedoria começou lá. Como suas missões e sermões geraram alguns protestos, Luís foi para Roma onde o Papa Clemente I (1700-1721) o nomeou missionário apostólico, o que permitiu a ele retornar a França e continuar a sua pregação. Ele pregou Maria a todos e em todos os lugares. Um membro da Terceira Ordem de São Domingos, Luís foi um dos grande apóstolos do rosário na época moderna e por meio do seu livro O segredo do Rosário, considerados por muitos escolares como sendo de inspiração milagrosa, ele ensina a maneira mais comum de recitar o rosário e é o método que originou a pregação de São Luís. Luiz é famosos por ser o primeiro a defender a devoção a Santíssima Virgem Maria e ao Rosário. Em 1715 ele fundou os Missionários da Companhia de Maria. Sua real e notável devoção a Virgem Maria continua popular. A sua grande contribuição a Igreja é a total consagração a Santíssima Virgem Maria. Ele propagou esta devoção em sua pregação diária e após a sua morte, seu famoso livro Verdadeira Devoção a Maria ganhou milhões de leitores. Consagração a Maria é para o São Luís a maneira perfeita de renovar as promessas do batismo. Sua espiritualidade é esposada por milhões, entre eles o Papa João Paulo II, que não só se consagrou a Virgem, como todos os locais que visita como papa. Em Verdadeira Devoção a Maria São Luís profetiza que o exército de almas consagradas a Virgem Maria será o instrumento Dela para derrotar o Demônio e o seu Anticristo. Como satanás ganha poder no mundo, muito deve ser feito pelo triunfo da nova Eva, o triunfo de esmagar a sua cabeça. São Luís deverá ser declarado em breve Doutor da Igreja. São Luiz morreu em 1716 em Saint-Laurantsur-Sevre . Foi canonizado em 1947 pelo Papa Pio XII. Sua festa é celebrada no dia 28 de abril