Santo do Dia

<<  22/04/2018(DOMINGO)  >>

São Teodoro de Sikion

Nasceu em Sykeon, Galatia, Ásia Menor e faleceu em 22 de abril de 623. Ela era um filho bastardo de uma garota chamada Maria e seu pai era um artista de circo. Quando ele fez 6 anos sua mãe queria que ele entrasse para o serviço do imperador, mas São Jorge apareceu para ela em um sonho e ela abandonou os seus planos e providenciou para que Theodoro fosse educado por um bom professor local. Neste meio tempo um senhor de idade chamado Stephen transformou o local de sua mãe em um renomado restaurante. Mesmo quando jovem Theodoro tinha propensão pela santidade a qual era encorajada por Stephen e ainda foi evidenciada quando ele se recuperou de uma quase fatal, peste bubônica. Theodoro não jantava e passava muito tempo no Santuário de São Jorge ou em uma capela que ele havia feito em uma caverna perto de sua casa. Mais tarde sua mãe casou-se com um proeminente homem de negócios em Ankara e o deixou com sua tia. Theodoro tornou-se um monge durante uma visita a Jerusalém. Com a idade de 18 anos ele foi ordenado pelo seu próprio bispo. Theodoro exerceu grande influencia, talvez pelos seus dons da profecia e vários milagres que ele fez. Como monge ele vivia uma vida bem austera. Vivia só de vegetais freqüentemente jejuava e usava uma pulseira de ferro nos pés. Quando ele estava em Mossyna, ele ajudou no tratamento de garotas que pareciam possuídas por maus espíritos Estranhamente, ele ficava em uma jaula de madeira do Natal até o Domingo de Ramos. Mais tarde ele se mudou para uma jaula de ferro suspensa no ar acima de sua caverna. Como penitencia ele usava uma placa de ferro no peito, (talvez tentando homenagear São Jorge), um anel de ferro nas mãos e nos pés e um colar de ferro no pescoço. Theodoro também se dava muito bem com os lobos e ursos selvagens. Ele fundou monastérios no seu país e governou um deles em sua cidade natal, embora freqüentemente ele se retirava para um local remoto e ermo onde ficava como eremita em sua cela, mas era perturbado por vários visitantes e discípulos que buscavam seus conselhos e acabou fazendo de sua ermida um a complexo de igreja, monastério e casa de hospedes. Apesar de sua forte objeção em 590, Theodoro foi eleito bispo de Anastasiopolis, perto de Ankara e foi consagrado pelo Arcebispo Paulo de Ankara. Seu episcopado foi marcado por uma serie de milagres. Um monge Africano de nome Antiochus veio ver Theodoro a pedido de uma vila que estava sendo saqueada por bárbaros e assim descreveu o santo: “Ele tinha sobrancelhas que se encontravam,parecia ter cerca de 100 anos de idade, o cabelo de sua cabeça era branco como uma neve e ia até a sua cintura,da mesma forma era sua barba e suas unhas eram muito longas. Cerca de 60 anos que não tomava vinho ou óleo e 30 que não provava o pão. Sua comida era vegetais não cozidos, sal, vinagre e só bebia água” Theodoro ajudou Antiochus em sua missão e consultou a ele sob a possibilidade de deixar o seu episcopado. Ele queria deixar o seu episcopado porque governar a Abadia e a Diocese não deixava muito tempo para ele orar.Varias vezes suas preces eram interrompidas para ele revolver disputas problemas administrativos. Depois de 10 anos, Theodoro licenciou-se do oficio e se retirou para São Miguel em Akreina perto de Pidrum e Heliópois. Ele visitou seu patrono, o Imperador Maurice em Constantinopla e curou um dos príncipes da lepra. O imperador e a imperatriz o convidaram à sua mesa. Naquela ocasião ficou decidido que todos os monastérios seriam considerado um santuário e a indicação dos abades seria da jurisdição do patriarca e não do bispo local. Retornando a sua terra ele viveu como um monge e vários milagres foram creditados a ele até sua morte em Sikeon. Ele é divulgou, em toda a sua região de maneira considerável, o culto a São Jorge. Ele curava doentes apenas com sua benção e oração e tinha o dom de reconciliar matrimônios desfeitos e ainda fazer com sua benção com que esposas estéreis tivessem filhos. As suas relíquias foram trasladas para Constantinopla. Sua festa é celebrada no dia 22 se abril.