Santo do Dia

<<  06/03/2018(3ª-FEIRA)  >>

Santa Rosa de Viterbo

Nasceu em Viterbo em 1235. Nasceu de pais piedosos e pobres. Rosa era notável pela sua santidade e seus poderes milagrosos desde pequena. Quando estava com três anos, ela ressuscitou sua tia do lado materno. Na idade de 7 anos ela já vivia como uma recusa e fazia penitencia. Certa vez sua saúde piorou, mas ela foi curada milagrosamente pela Virgem Maria que ordenou que ela entrasse na Terceira Ordem de São Francisco de Assis e pregasse penitencia em Viterbo numa época (1247) em que o Rei Frederico II da Alemanha era famoso pela sua heresia e maldade. Sua missão durou cerca de dois anos e foi tão grande seu sucesso que o prefeito da cidade decidiu exila-la. O poder imperial estaria seriamente ameaçado. Assim Rosa e seus pais foram expulsos de Viterbo em Janeiro de 1250 e se refugiaram em Sorriano. Em 5 de dezembro de 1250 Rosa previu a morte súbita do Imperador, profecia realizada em 13 de dezembro. Logo depois ela foi para Vitorchiano, cidade que obedecia aos feiticeiros. Rosa consegui a conversão de todos, inclusive dos feiticeiros quando ficou sem nenhum ferimento durante varias horas no fogo de uma pira acesa pelos feiticeiros, um milagre que foi atestado por todos da vila. Com a restauração dos poderes do Papa em 1251, Rosa voltou a Viterbo. Ela desejava entrar para o Monastério de Santa Maria das Rosas (Clarissas Pobres), mas foi recusada. Faleceu em 6 de março de 1252 de causas naturais. Após sua canonização em 1457 o Papa Alexandre IV ordenou que ela fosse enterrada no Convento que a recusara. Sua festa em Viterbo é celebrada também no dia 4 de setembro quando o seu corpo (ainda incorrupto) foi carregado em procissão festiva para Viterbo. É padroeira das pessoas exiladas, pessoas rejeitadas pelas ordens religiosas, e da cidade de Viterbo, Itália