Santo do Dia

<<  15/02/2018(5ª-FEIRA)  >>

São Clemente Maria Hofbauer

Conhecido pelo tambem pelo seu nome moraviano John Dvorák e pelo nome de João Clemente Maria Hofbauer. Ele nasceu em 26 de dezembro de 1751 em Tasswitz, Morávia como John Dvorák. Ele era a nono filho de um açougueiro que mudou o nome de família do moraviano Dvorak para o germânico Hofbauer. Seu pai morreu quando Clemente tinha seis anos. Um pouco mais tarde ele sentiu o chamado para a vida religiosa mas sua família era muito pobre para pagar a sua educação. Ele então se tornou um aprendiz de padeiro e mais tarde como padeiro foi trabalhar com os eremitas no monastério de Bruck. Quando os eremitas foram abolidos pelo Imperador José II, Clemente trabalhou como padeiro em Viena, Áustria. Mais tarde foi um eremita na Itália com Peter Kunzmann e tomou o nome de Clemente. Ele fez varias peregrinações a Roma. Durante sua terceira ele entrou o para o a Ordem dos Redentoristas em San Guliano e adicionou o nome de Maria passando a se chamar Clemente Maria Hofbauer. Ele se encontrou com algumas pessoas durante uma missa que decidiram pagar pela sua educação. Ele estudou na Universidade de Viena e em Roma. Ordenado em 1785 ele foi designado para Viena. Missionário em Varsóvia com vários companheiros de 1786 a 1808, trabalhando com os pobres e construindo escolas, ele e os irmãos pregavam às vezes até cinco sermões por dia. Dali ele enviou missionários Redentoristas para a Alemanha e Suíça. Seus companheiros foram aprisionados em 1808 quando Napoleão suprimiu as ordens religiosas e os expulsou da Áustria. Um notável pregador e diretor espiritual em Viena Clemente era diretor espiritual do Convento das Irmãs Ursulinas. Ele fundou um colégio católico em Viena, trabalhou com os pobres e ajudou a revitalizar a vida religiosa na Alemanha. Trabalhou contra o estabelecimento de Igreja Nacional Germânica e contra o Josephinismo que queria o controle secular do Clero e da Igreja. Ele faleceu em 15 de março de 1820 na Áustria, Viena. É considerado o segundo fundador da Congregação do Santíssimo Redentor. Foi beatificado pelo Papa Leão XIII em 29 de janeiro de 1888 e canonizado em 1909 pelo Papa Pio X. Foi indicado padroeiro de Viena pelo Papa Pio X em 1914. Sua festa é celebrada no dia 15 de março.

São Teotônio

ou Theotônio. Nasceu em 1086 em Gonfeo na Espanha. Foi educado no mosteiro beneditino de Ganfei. Em seguida foi para Coimbra a fim de estudar humanidades e teologia. Chamado para Viseu por um seu tio, Dom Teodorico, prior da Colegiada dos Cônegos Regrantes, recebeu nessa cidade a ordenação sacerdotal. Tornou‑,se prior de Nossa Senhora de Viseu, melhorou aí a situação material e deu testemunho de vida que muito edificou o clero, falou muito pelo exemplo e foi excelente conselheiro espiritual para muita gente, a todos edificando. Aceitou forçado esse cargo de prior. Para se desfazer desse cargo, empreendeu uma peregrinação a Jerusalém. Ao voltar daí, deixou o priorado ao sacerdote Honório, que torrara a sua direção, durante a sua ausência. Recusou o episcopado e entregou‑,se ao ministério da Palavra, no meio de um povo corrompido, deu, em muitas circunstâncias, provas de sua inviolável fidelidade à virtude da castidade. Empreendeu segunda peregrinação a Jerusalêm. Ao retornar a Coimbra, fundou, juntamente com 11 companheiros, nova congregação de cônegos regulares, o Mosteiro de Santa Cruz. Aos 28 de junho de 1131, na presença do rei Dom Afonso, que o tinha em grande estima, foi lançada a primeira pedra. Aos 24 de fevereiro é eleito prior desse mosteiro (1132), Exerceu esse cargo por cerca de vinte anos. Graças â sua ação, o Mosteiro de Santa Cruz veio a ser um foco de santidade e cultura. Devotado as orações diárias nunca permitindo que os monges orassem os ofícios com pressa. O Rei Alfonsus atribuiu suas vitórias as orações de Theotônio e em gratidão libertou todos o cristãos moçarábes. Foi o primeiro santo português a ser canonizado pelo método moderno. Aos 70 anos de idade, Teotônio renunciou ao cargo de prior. Faleceu em 18 de fevereiro de 1162, com oitenta anos de idade. Seu corpo repousa no Mosteiro de Santa Cruz. Seu culto foi aprovado por Benedito XIV em 1167. Foi indicado padroeiro da cidade de Viseu. Sua festa é celebrada no dia 15 de fevereiro.