Santo do Dia

<<  07/01/2018(DOMINGO)  >>

São Luciano da Antióquia

Nasceu nos meados do terceiro século em Samozata, Síria. Ele estudou em Edessa, foi ordenado na Antióquia como presbítero e foi autor de muitos livros sobre a bíblia e a doutrina cristã e seus escritos são tão respeitados que São Jerônimo usou alguns de suas teses como base de seus estudos. Muito pouco sobreviveu do seus trabalhos, mas o segundo dos quatro credos promulgados pelo Consilho de Antióquia em 341DC foi composto por São Luciano. Ele teria fundado a famosa Escola de Teologia da Nicomedia. Em seguida morte dos seus pais ele deu todas as suas posses aos pobres. Mais tarde se tornou o diretor espiritual de Santa Pelágia da Antióquia. Diretor da Escola de Teologia, um dos seus estudante foi Arius fundador da doutrina do Arianismo. Amigo de Paulo de Sasomata e outros hereges, ele quase foi excomungado em certo ponto de sua vida. Notável estudante das escrituras ensinou os copistas a fazerem copias mais exatas, corrigindo erro do copistas comparando com o velhos textos originais. Sua edição da Bíblia completa é conhecida com a Recensão Luciana e é usada por muitas Igrejas e por São Jerônimo no seu famoso trabalho Vulgate. Foi preso na Nicomédia durante as perseguições dos romanos aos lideres cristãos do Imperador Diocleciano. Ficou 9 anos em uma prisão. Levado ao imperador fez uma grande defesa de sua fé. Atirado na cela sem água por 14 dias foi levado a um tribunal para interrogatório e respondeu a todas as perguntas apenas com eu sou um cristão. A sua defesa Defesa da Cristandade em um dos seus julgamentos e endereçada aos seus executores é uma evidencia indiscutível que ele foi martirizado por sua fé. Foi martirizado para renegar sua fé em público. Como não o fizesse, foi condenado a ser martirizado na roda (rack) por estiramento até arrancar os braços e pernas. Um soldado romano impressionado com sua fé o atravessou com sua espada, finalmente terminando seu sofrimento, isto em 312 DC. Sua festa é celebrada no dia 7 de janeiro. Na Grécia e Rússia e em alguns países do Leste sua festa é comemorada no dia 15 de outubro. Suas relíquias foram enterradas em Drepanum, mais tarde chamada de Helenópolis por Constantino em homenagem a sua mãe.

São Raimundo Penafort

Ou Ramon de Peñafort. Raimundo nasceu em Villafranca perto de Barcelona, Espanha. Ele estudou e ensinou em Barcelona por 15 anos. Depois viajou para Bolonha, Itália onde completou seus estudos em lei canônica e foi catedrático na Universidade de 1218 a 1221. Atendendo a pedidos do Bispo de Barcelona ele voltou e serviu como um Cânon. Em 1222 ele entrou para a Ordem dos Dominicanos em Barcelona e foi o autor do influente manual de lei canônica para confessores o "Summa de Casibus Poenitentiae" .Ele serviu como teólogo para o Cardeal Abbeville até que foi chamado a Roma em 1229 pelo Papa Gregório IX (1227-1241). Indicado Capelão Papal e Granplenipotenciario, ele foi ordenado pelo Papa a colecionar e organizar todos os decretos papais que haviam sido acumulados durante os vários anos.(havia o temor de que alguns decretos estarem em conflitos com outros mais antigos e ele deveria ser o coordenador e ordenador). ( Em tempo: na Igreja os decretos não tem o termo usado nos decretos dos leigos que diz "revogam-se todas as disposições em contrário". Daí os deputados não tem que ler as leis existentes para promulgar outra nova). O fruto deste seu trabalho foi a Bula Papal "Rex Pacificus" em 1.234 e a declaração papal que somente a coleção de Raymond seria considerada válida. A consistência que ele deu a esta imensa coletânea e a perfeita ordem que Raymont deu a toda a papelada e decretos, deu a ele o apelido de "bússola papal" e passou a ser considerado o padroeiro dos navegantes. Mais tarde foi oferecido a ele a Sé de Tarragona. Raimundo agradeceu e disse que preferia voltar a sua terra na Espanha. Eleito Superior Geral dos Dominicanos ele fez reformas na Constituição dos Dominicanos e aposentou-se em 1.240. Desde que se aposentou como Superior Geral ele dedicou-se a converter os muçulmanos e os judeus e organizou escolas de estudos Árabes e Judaicos Ele convenceu o renomado teólogo São Tomas de Aquino que escrevesse a "Summa Contra Gentiles "que assistiria os missionários no esforço entre os não cristãos. Papa Clemente VIII( 1592-1605) o canonizou em 1601. Sua festa é celebrada no dia 7 de janeiro.