Santo do Dia

<<  02/01/2018(3ª-FEIRA)  >>

São Basílio, o grande

Nasceu em 329 na Caesarea, na Moderna Turquia. Seu pai, sua mãe e 4 de seus irmãos foram canonizados incluindo o grande São Gregório de Nyssa. Bisneto de Santa Macrina, a velha. Ele nasceu nobre e ainda jovem já era notável como organizador de resgate das famílias durante as várias pragas e fome da época. Estudou em Constantinopla e era amigo de São Gregório de Nazianus. Dirigiu uma escola de oratória e leis na Caesarea. Era um notável orador e tinha tanto sucesso que ficou tentado pelo orgulho. Com medo deste orgulho sobrepujar sua piedade, ele vendeu tudo que tinha e foi ser um monge. Fundou monastérios e escreveu regras para serem seguidas pelos monges no deserto. Ele é considerado o fundador do monasticismo oriental tal qual São Benedito de Nursia é o fundador do monasticismo ocidental. Entretanto São Basílio não permitia extrema austeridade e muito jejum porque julgava que era necessário força para trabalhar, o que julgava de extrema importância. Também expressava sua preferencia por uma vida na comunidade em vez de uma vida de eremita, argumentando que a vida do cristão era de amor mutuo e servir o próximo e a sua comunidade. Assim a sua regras eram flexíveis e permitiam a fundação de hospitais, escolas e hotéis para monges em viagem e casas para os monges que trabalhavam. Por outro lado, os perigos do ativismo eram contrabalançado por uma forte ênfase na contemplação. Sua regras são seguidas até hoje na Igreja Oriental. Ele escreveu vários tratados sobre a natureza da Santíssima Trindade e de Jesus. Escreveu também as Regras longas (Regulae fuius tractatae) e a Regras Breves (regulae brevius tractatae), uma espécie de breviário. Foi nomeado Arcebispo da Caesarea e dizia missa e pregava para multidões duas vezes ao dia. Foi indicado Doutor da Igreja e Pai da Igreja Grega. Faleceu em 14 de junho de 379 de causas naturais. É o padroeiro da Rússia, e dos administradores de hospitais. Na arte litúrgica da Igreja é representado com uma pomba ou com um fogo sobrenatural ao seu lado. Sua festa é celebrada no Ocidente no dia 2 de janeiro.

São Gaspar del Búfalo

Nasceu em 6 de janeiro de 1786 em Roma, Itália, filho de Antônio del Bufalo um “chef” do principe Altieri e de Annunzaiata Quartieroni. Quando criança sofreu de problemas oculares que quase o cegaram.Ele foi curado em 1788 em seguida a intensas orações a São Francisco de Assis. Ele estudou no Colégio Romano e pretendia se tornar um jesuíta. Foi presidente da recem instituída Ordem Catecista da Escola de Santa Maria del Painto com a idade de 19. Ordenado em 31 de julho de 1808. Em 23 de outubro ele e três amigos, Frei Bonanni e Frei Santelli e Frei Gonnelli fundaram o Oratório de Santa Maria em Vincis. Em 8 de dezembro de 1808 ele fundou com o Padre Albertini a Confraria do Precioso Sangue de Jesus em San Nicola. Seguindo-se a queda de Roma aos franceses em 1809, e sendo o Estado Papal suprimido em 17 de maio, o Papa Pio VII foi deportado em 6 de julho e os padres foram ordenados a prestarem voto de lealdade a Napoleão. Gaspar recusou-se e no dia 13 de junho de 1810 foi exilado por 5 anos com vários padres para Piacenza e de lá para Bolonha.Em 13 de setembro de 1811 ele recusou-se uma segunda vez em fazer o voto de lealdade e foi enviado para a prisão de San Giovani em Imola e depois para a fortaleza de Imola. Uma terceira recusa fez com que fosse transferido para a fortaleza em Lugo em 16 de maio de 1813. Em seguida a uma quarta recusa em 10 de dezembro de 1813 ele foi sentenciado ao exílio na Córsega Enquanto esperava o transporte em Florença ele recebeu um convite para se juntar aos “Trabalhadores Evangélicos”,grupo de padres que fazia um trabalho missionário. Embora seja questionável se Gaspar na época poderia ser de alguma ajuda, ele entusiasticamente entrou para o movimento. Menos de um mês mais tarde Murat restaurou a liberdade a todos os padres. Assim em fevereiro de 1815 retornou aroma após 4 anos de cativeiro. Ele ajudou a formar os Missionários da Precioso Sangue em 1815 em Giano, Soleto, Itália, uma congregação dedicada a trazer os sacramentos de volta a Itália (destruída pela guerra) sob o patrocínio de São Francisco Xavier. Muitos se opunham ao seu trabalho, mas o Papa Pio VII após conversar com ele pessoalmente aprovou seu trabalho. Em 1821 Papa Pio VII designou Gaspar para libertar as províncias dos bandidos e a fundar 6 missões na área. Gaspar ficou os próximos 5 anos no púlpito. Em fevereiro de 1826 ele foi indicado como Nuncio Papa no Brasil.Gaspar pediu para ser dispensado, para continuar a pregar, mas foi forçado a ficar 8 meses nessa nova função. Ele voltou a sua Congregação na Casa Mãe em San Felice em outubro e voltou a pregar nas Casas Missionarias nos próximos 10 anos. Vários milagres foram creditados a ele, inclusive a cura de doentes apenas com sua benção e oração. Ele próprio cuidava dos doentes na peste de 1830 (cólera). Acabou contraindo a terrível doença e veio a falecer em 28 de dezembro de 1837. Foi enterrado em Santa Maria em Trivio. Beatificado em agosto de 1904 pelo Papa Pio X e canonizado em 12 de junho de 1954 pelo Papa Pio XII. Sua festa é celebrada no dia 2 de janeiro.

São Geraldo Cognoli

Nasceu em Valenzo perto de Pávia, Itália em 1270. Nasceu de uma família nobre. Após a morte de sua mãe ele tornou-se um eremita no monte Etna na Sicília. Após alguns anos de isolamento ele teve uma visão e entrou para os franciscanos como irmão e foi ser cozinheiro. Ele era receptor de muitas graças divinas e extraordinários favores, provavelmente pela sua simplicidade quase infantil, pela qual ele era conhecido. Faleceu em 1345 de causas naturais, e seu culto foi confirmado em 1908. Sua festa no passado era no dia 30 de dezembro. Hoje sua festa é celebrada no dia 2 de janeiro.

São Gregório de Nazianzen

Nasceu Arianzus, Capadócia, Ásia Menor Filho de São Gregório Nazianzen, o Velho, e de Santa Nonna e ainda irmão de São Caezar Nazianzen e Gorgonius. Passou a juventude a procurar do aprendizado. Estudou com e era amigo e São Basílio. Monge no monastério de Basílio. Um padre relutante, sempre pensando não ser útil e temeroso do teste á sua fé. Assistente do bispo preveniu a heresia do Arianismo em sua Diocese. Ele se opôs ao Arianismo e trouxe com seus sermões inteligentíssimos o hereges de sua Diocese de volta a sua fé. Bispo de Caesarea em 370 ele se colocou em conflito com o Imperador Ariano Valens. A disputa fez com que o seu amigo Basílio, na época Arcebispo, renunciasse a Arquidiocese e fosse servir em uma pequena cidade no limite da arquidiocese. Bispo de Constantinopla de 381 a 390, após a morte de Valens. Ele odiava a cidade,a violência e as sangrentas disputas e temia se envolver na política e na desenfreada corrupção da época, mas mesmo assim conseguiu trazer de volta a fé vários Arianos.Por isso foi insultado, apanhou de falsos assaltantes a noite, mas não desistiu. Foi um notável pregador da Santíssima Trindade. Sua sabedoria era excepcional e seus sermões devolveram a fé a cidade. Depois disso Gregório se retirou e foi viver como eremita em contemplação, refletindo sobe as escrituras o resto de seus dias. Escreveu vários discursos teológicos e escreveu também varias poesias, algumas de contexto religioso e algumas uma espécie de autobiografia. Indicado mais tarde Pai da igreja. Faleceu em 125 de janeiro de 390 Sua festa é celebrada no dia 2 de janeiro. “Deus aceita nossos desejos como se eles fossem de grande valor. Ele deseja ardentemente que nós o amamos.Ele aceita nossos pedidos para nosso beneficio como se nós estivéssemos fazendo a Ele um favor. Sua alegria em dar é maior que a nossa em receber. Assim não fiquemos apáticos nos nossos pedidos e não coloquemos limites nos nossos pedidos e nem devemos pedir coisas frívolas desmerecedoras da grandeza de Deus”. São Gregório Nazianzen.

São Seraphim de Sarov

Também conhecido como Prokhor Moshnin Nasceu em 1759 em Kursk, na Rússia como Prokhor Moshnin. Filho de um construtor ele teve uma educação de classe média. Estudioso quando rapaz ele foi capaz de se candidatar a monge em Sarov com o nome de Seraphim, e passava os dias a estudar as Escrituras e outros escritos antigos da Igreja. Ficou muito doente e acamado de 1780 a 1783, mas continuou seus estudos mesmo na cama e recebeu varias aparições da Virgem Maria em 1793.Ele celebrava a missa diariamente o que era não comum no seu tempo. Em 1794 ele se tornou por 16 anos, um eremita na floresta perto do monastério de Sarov. Em 1804 ele apanhou muito, com o seu machado, de ladrões que o deixaram para morrer. Ele se arrastou por horas até mosteiro, e ficou 5 meses se recuperando e passou o resto de sua vida se apoiando em uma bengala para caminhar. Ele viveu no topo de uma pedra e mais tarde numa cela construída por ele com paredes sem janelas. Oferecido para ser o Abade da Abadia de Sarov, em 1807, ele não aceitou e passou 3 anos sem falar uma palavra com auto penitencia. Em 1810 sua saúde deteriorou a ponto de não conseguir viver na floresta, e ele retornou a Abadia de Sarov e lá viveu como ermita em sua cela. Em 1832 ele recebeu uma visão da Vigem Maria que dizia a ele para retornar ao seu mundo e oferecer aos outros o benefício de sua sabedoria. Ele atraiu seguidores e estudantes e passou a ser chamado de "Starets" que em russo significa " Professor Espiritual". Ensinou monges e freiras. Vários dos seus ensinamentos foram publicados no Oeste e no Convento de Diveyev, Seraphim teve uma visão que foi presenciada pelas freiras do Convento. Entre um sem número de curas que ele efetuava apenas com sua benção ele curou Nicholau Motovilov. Esta cura foi notável porque fez com que o beneficiário escrevesse suas conversas que ele teve com São Serafim, uma delas na presença do Divino Espirito Santo. Este trabalho foi publicado em inglês em varias edições. Quaisquer que tenham sido os elementos de lenda que rodeavam São Serafim, não há dúvida que era um homem de grande dons espirituais e proféticos que se concentrava em ser um monge ideal e com certeza se transfigurou na cura de Motovilov, e mais tarde em uma de suas conversas quando: -" uma radiação espiritual que se manifestava como uma luz cegante, o rodeava -um fenômeno presenciado por homens de mulheres santas tanto no Ocidente como no Leste. Nos seus ensinamentos, Serafim enfatizava ser o Espirito Santo a fonte de luz que transfigurava a alma dos místicos. Ele também ensinava a importância do servir e da pobreza. Em janeiro de 1833 ele foi encontrado morto no chão de sua cela com suas roupas queimadas por uma vela que havia caído de suas mãos e com a face voltada para o icone da Virgem na parede de sua cela. Foi canonizado em 1903 pela Igreja Ortodoxa Russa. Sua festa é celebrada no dia 2 de janeiro.